Leio curiosamente notícias sobre o “passaporte da vacina” e consequente abertura dos países membros da União Europeia.

Alegro-me diante da remota possibilidade de arrumar as malas e passar horas em uma poltrona apertada da classe econômica em direção a um destino qualquer no outro hemisfério.... era feliz e não sabia!

Nesse cenário de vacinados e outros à espera, acredito que acordos são bem-vindos para vivermos juntos e simultaneamente nesse mundo desgastado, mas que é nosso.

Acontece que tudo, absolutamente tudo, depende de debates, opiniões, CPIs e sabe-se lá mais o quê.

Mas e o consenso? Bem, difícil chegar a ele dentro da nossa própria casa, quem dirá em situações como vacinação coletiva, política, etc.

Isso me desgasta tanto... assim como me desgasto com a atual CPI, quando parâmetros técnicos abrem espaço para discussões inflamadas e impressões político-subjetivas sobre ciência!

O olhar sobre a saúde se transformou num labirinto de debates sobre qual marca de vacina conta? O vírus pode ser chinês, mas a vacina não? E assim, o ódio se estende pelas famílias, mídias, grupos de WhastApp e ambientes de trabalho.

Já ouvi gente defendendo a vacina da Pfizer pelo “status”!

Meu Deus, a que ponto chegamos.

Nas minhas divagações me pergunto: por que não conseguimos nos unir a partir da premissa de que as nações poderiam ter pesquisado, juntas, uma vacina; médicos e pesquisadores trocado ideias sobre suas descobertas para que, finalmente, a população do mundo tivesse alcance a uma vacina para esta doença?

Talvez as vacinas tomadas pelo “status” das grandes potências mundiais sirva para nos lembrar que nosso mundo é e sempre foi desigual. Que lástima!

E nessa desigualdade o que nos resta é:

China x Estados Unidos

Israel x Palestina

Veganos x carnívoros

Bolsonaristas x o resto

Ciência x tratamento precoce

....

Me espanto, me enfraqueço e lamento.

Alguém me diga quando foi que o mundo ficou assim, onde todos precisam de um inimigo para odiar.


Publicado em 25/05/2021 Autora: Patricia De Conti - Copyright ©

Conheça o site: Obstetra Curitiba
Site Desenvolvido por Águia Web - Criação de sites
Clique aqui para ter um site com qualidade e resultados!