Se você sofre com oleosidade a ponto de seu rosto adquirir, ao longo do dia, aquele  brilho desconfortável .... calma, há solução!

A zona T é a região da face onde, normalmente, concentra-se a oleosidade - começa na testa, desce pelo nariz e se estende até o queixo.

Felizmente, há orientações e produtos específicos para o controle de produção de sebo (sim, tecnicamente essa oleosidade chama-se sebo) nessa região, mas o ideal é consultar um dermatologista para melhor lhe orientar. 

De qualquer forma, deixo algumas dicas:

 

Use AHAs e BHAs

Os principais esfoliantes químicos se enquadram nas categorias de alfa-hidroxiácidos (ácido glicólico ou ácido lático) ou beta-hidroxiácidos (ácido salicílico). Ambos exercem o controle da oleosidade, além de dar um up geral no aspecto da pele. Algumas fórmulas podem ser hidratantes e esfoliantes simultaneamente, aumentando os benefícios à pele e melhorando sua aparência.

Use retinóides

Os retinóides (basicamente vitamina A) são ótimos no controle da oleosidade, principalmente, porque reduzem e desobstruem os poros. Algumas fórmulas, devido à alta concentração do produto, podem ser agressivas. Nesse caso, é prudente que inicie a aplicação devagar, uma vez por semana, à noite. Ah, não se esqueça, na manhã seguinte filtro solar!

Use hidratantes

Pode parecer redundante ao pregarmos que a pele oleosa necessita de hidratação, mas não e! A hidratação é fundamental para qualquer tipo de pele, porque evita irritações e também auxilia na tolerância dos esfoliantes químicos. Há no mercado de skincare uma infinidade de hidratantes específicos para pele oleosa. Vale o investimento!

Beba chá verde

Está comprovado que o chá verde promove o controle da produção do sebo/óleo na pele. Na verdade, existem muitos produtos botânicos e ativos que são benéficos para as mais diversas áreas da saúde. Apenas um alerta: o chá verde é rico em cafeína, por isso consuma-o durante o dia para não atrapalhar seu sono.

Cuide com a maquiagem

Peles oleosas toleram bem maquiagem, mas se os produtos (principalmente base e corretivo) forem à base de minerais, menor a chance de a pele reagir mal.

Observe seu ciclo menstrual

Durante o período pré-menstrual há um aumento na liberação do hormônio luteinizante (LH), que também promove aumento da progesterona e esses dois hormônios acentuam a atividade das glândulas sebáceas, deixando não só a pele, como também o couro cabeludo mais oleoso.

Se o aumento da oleosidade se tornar crítico nesse período pré-menstrual, converse com seu ginecologista a respeito da prescrição de um anticoncepcional. Os anticoncepcionais, em geral, nivelam os hormônios LH e progesterona, diminuindo, assim, a oleosidade.

Se anticoncepcional não lhe parecer uma boa alternativa, consulte seu dermatologista.


Publicado em 30/10/2020 Autora: Patricia De Conti - Copyright ©

Conheça o site: Obstetra Curitiba
Site Desenvolvido por Águia Web - Criação de sites
Clique aqui para ter um site com qualidade e resultados!