O nervo ciático é o mais longo do corpo humano e estima-se que grande parte da população sofra com dores nesse nervo (ciatalgia) devido, normalmente, à compressão, inflamação ou irritação nas raízes nervosas.

Os sintomas mais comuns da ciatalgia são: dores nas nádegas, dor irradiada da lombar para a parte posterior da perna ou da coxa, diminuição da força muscular, formigamento, dormência ou choque nos membros inferiores e dificuldade para caminhar.

Todas essas queixas podem estar sinalizando a presença de uma hérnia de disco que ocorre pelo desgaste ou trauma dos discos vertebrais lombares ou cervicais, que apertam as raízes nervosas que passam próximas a eles. A hérnia gera um processo inflamatório doloroso e muitas vezes incapacitante.

O avanço da idade, por si só, também pode impor processo degenerativo e dores na região.

 

Os sintomas acima podem, ainda, estar escondendo tumores na coluna (mieloma múltiplo, metástases), tumores dos ossos ou tecidos moles ao longo do curso do nervo ciático (neoplasia intra-abdominal ou pélvica) ou tumores da coxa ou panturrilha.

Somente um médico especialista em ortopedia poderá afirmar se as dores e desconfortos referidos pelo paciente são, de fato, decorrentes do nervo ciático e orientar o tratamento e/ou medicação adequados.

Os tratamentos, via de regra, envolvem:

  • Medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios, relaxantes musculares;
  • Massagem para aliviar a dor e melhorar a movimentação, diminuindo a compressão do nervo;
  • Sessões de fisioterapia para reduzir a dor e a inflamação, além de alongar e fortalecer os músculos;
  • Inativação de pontos-gatilho de miofascial, com alongamentos, infiltrações ou ondas de choque;
  • Cirurgia (apenas nos casos mais graves que não melhoram com o tratamento conservador).

 

Para prevenir a ciatalgia, os alongamentos são ideais, mas sempre sob supervisão e orientação profissional, postura ereta, manter-se no peso ideal e prática de atividades físicas evitam desconfortos no nervo ciático. Aliás, a Organização Mundial da Saúde recomenda 30 minutos de atividade física por dia.

A fisioterapia ortopédica tem sido recomendada e auxilia, sobremaneira, no tratamento de pessoas com dor no nervo ciático.

A Reeducação Postural Global (RPG), igualmente, pode ajudar na correção da postura e é um grande auxílio no tratamento.

Com o aval do médico especialista, tratamentos alternativos também podem trazer alívio às dores. São exemplos as massagens, acupuntura, medicina tradicional chinesa (MTC), reflexologia, shiatsu, quiropraxia e yoga.

Ao menor sinal de desconforto no nervo ciático, procure um médico ortopedista para avaliar e prescrever o tratamento ideal para suas queixas.

Não postergue a consulta. Quanto mais demora houver, mais complexo pode ser o tratamento e mais distante você estará da cura.

Cuide-se e viva bem!


Publicado em 27/08/2020 Autora: Patricia De Conti - Copyright ©

Conheça o site: Obstetra Curitiba
Site Desenvolvido por Águia Web - Criação de sites
Clique aqui para ter um site com qualidade e resultados!