Quem nunca presenciou uma amiga querida namorando um sujeito que ninguém gostava? Todos assistindo de forma muito cristalina a manipulação e o desrespeito, mas argumento algum convencia tal amiga.

É fácil detectarmos manipulação emocional quando ela acontece com quem amamos, ao contrário de quando somos nós as vítimas marionetes.

A questão, portanto, é como identificar a manipulação e/ou o(a) manipulador(a):

Manipulação nada mais é do que o controle sobre as ações do outro, em um contexto enganoso e prejudicial. A manipulação drena a energia do outro causando desestabilização emocional.

Especialistas na área de psicologia apontam como a raiz do comportamento manipulador ciclos tóxicos de violência, narcisismo e relacionamentos prejudiciais na infância.

E a manipulação pode acontecer não apenas nos relacionamentos românticos, mas no âmbito familiar, profissional e nas amizades.

A boa notícia é que há meios de percebermos alguns sinais de manipulação, que, por sinal, apresenta várias facetas.

A primeira é quando duvidamos da nossa própria essência. Questionamos nossa sanidade ou integridade.

Nos relacionamentos afetivos, via de regra, o envolvimento é intenso, com uma conexão forte e apaixonada que são, justamente, as bases para manter o controle. Imagine um bombardeio de amor, caos e intensidade...eis o terreno perfeito para a manipulação bem-sucedida.

A distração com fantasias e promessas sobre o que está por vir são mecanismos de distração e envolvimento. Como consequência, a vítima da manipulação, normalmente, sente-se confusa, com incerteza e medo do abandono.

Aliás, se você cogitar que ao deixar de fazer alguma coisa seu companheiro irá te abandonar ou te machucar... fuja, mas fuja imediatamente. Nossos instintos não falham!!!!

Lembre-se, ainda, que o objetivo da manipulação é manter o controle e ao impor ao outro fraqueza e insegurança o manipulador se sente superior.

Observe, ainda, que se você não tem mais ninguém para correr... naturalmente, estará sozinha... por isso, o manipulador tentará de todas as formas te isolar e impor uma dependência doentia. Esse isolamento é físico, social e financeiro!

Também esteja atenta à necessidade de o suposto manipulador ser visto sob uma luz favorável. Nesse caso, será ele a primeira pessoa a escrever “Feliz aniversário!” na página do grupo da família. Errado!!!!!! Veja que ele estará trabalhando firme para todos gostem dele. Acontece que isso é um escudo para isolar você, enquanto ele brilha.

Outras táticas do manipulador:

  • Gaslighting, ou seja, faz você duvidar de sua realidade;
  • Muda constantemente as metas, de modo que as metas declaradas ou regras de engajamento estejam sempre se alterando;
  • Exige intensa lealdade ou sigilo;
  • Impõe pressão para nunca compartilhar a realidade das dificuldades fora do relacionamento;
  • Fluxos de comunicação inconsistentes, mentem por omissão e memória seletiva;
  • Falta de empatia;
  • Palavras ou comportamentos desumanizadores;
  • Minimiza a angústia dos outros;
  • Cria situações para sempre beneficiar apenas um lado (o dele);
  • Egoísmo e muitas afirmações "eu";
  • Mudanças de humor, ou seja, altos emocionais e baixos depressivos.

 

Diante disso, não há outra alternativa, esteja disposta a ir embora para nunca mais voltar!


Publicado em 06/05/2021 Autora: Patricia De Conti - Copyright ©

Conheça o site: Obstetra Curitiba
Site Desenvolvido por Águia Web - Criação de sites
Clique aqui para ter um site com qualidade e resultados!