Quando entramos no inverno, quem não tem preguiça de passar hidratante pelo corpo?

Todas nós incorrremos nesse pecado, aí surge o esbranquiçamento e a aspereza na pele! É o preço!

Nesse caso, uma boa opção seria usar um óleo corporal duante o banho.

Mas será que a hidratação da pele ocorre de modo eficaz tal como o creme?

Na verdade, o óleo corporal forma uma película protetora na pele retendo a unidade natural. Vale dizer, sua ação hidratante é oclusiva!

Os cremes corporais hidratantes, por sua vez, agem diversamente: possuem ação emoliente ou umectante.

 

Quando o produto oferece ação umectante significa que contém óleos ou lipídios na formulação, assim evitam a perda de água pela pele.

Os emolientes contêm ativos que atraem água para a pele (ácido hialurônico, glicerina, d-pantenol).

Sendo assim, o óleo de banho não substitui o creme hidratante. Somente produtos emolientes evitam, de forma eficaz, o ressecamento da pele.

Alguns esclarecimentos:

  • - Óleo de banho não deixa a pele oleosa, mas não deixe de enxaguar a pele corretamente depois de usá-lo.
  • - Óleo corporal não mancha as roupas, desde que promova o enxágue adequado.
  • - Óleos corporais podem interferir na ação do creme hidratante, uma vez que possuem ação oclusiva. Nesse caso, se preferir usar óleo e o creme hidratante, enxágue bem o corpo após o uso do óleo.
  • -  Óleos trifásicos são compostos por três fases que não se misturam, sendo que uma delas é a fase oleosa.  A combinação resulta em uma textura mais leve do que os óleos regulares. Os dois hidratam a pele. A opção por um ou outro depende da preferência individual.

 

Bom banho e nada de preguiça!


Publicado em 22/07/2020 Autora: Patricia De Conti - Copyright ©

Conheça o site: Obstetra Curitiba
Site Desenvolvido por Águia Web - Criação de sites
Clique aqui para ter um site com qualidade e resultados!