Quando pensamos em propósito, não há resposta que saia “de pronto”, o tema exige reflexão e, invariavelmente, tem cunho nebuloso e subjetivo.

Nos últimos anos me dediquei a muitas leituras e reflexões sobre esse assunto que tanto instiga a humanidade. Inúmeros autores se debruçam sobre o que está por trás da nossa existência.

Pois bem. Nesse caminho ousei dar a mim mesma algumas respostas que, claro, me são motivadoras.

Acredito que parte do propósito da vida é estar plenamente vivo.

Sim, soa redundante, mas estar plenamente vivo ou atento, ligado, energético é, para mim, o ponto de partida para saborearmos a vida com o que ela tem de bom e de não tão bom.

É a visão individual, a análise e a compreensão de tudo ao nosso redor a mais pura autenticidade do ser humano. Temos, em todos os segundos da nossa existência, a faculdade de escolhas, atitudes, caminhos, falas ou silêncio.

Seus olhos veem o que só você vê e sente. Eis o mais genuíno dos milagres.

E essa visão personalizada que temos da vida é que vai conferir intencionalidade (ou se preferir, motivação) para vivermos todos os dias. Portanto, cabe a nós fazermos da vida algo motivador e extraordinário. Faça uso da sua capacidade de auto direção.

Agarre as “imagens” que lhe são motivadoras.

Nada é agradável e edificante o tempo todo, mas é a capacidade que lidamos com as nossas dificuldades que permite adquirirmos “novos olhares” sobre a vida em si. É o aprendizado do caminho.

São, na minha ótica, os dias ruins que nos colocam à prova e é nessa hora que temos a chance de mostrarmos o nosso melhor, crescermos e evoluirmos. Esses dias lapidam a alma, acredite!

Então, podemos dizer que o propósito da vida é, também, sobre quem você é - como ser único - diante do todo, seja ele bom ou ruim. É a autenticidade.

Todos nós já ouvimos ou presenciamos histórias de superação. Tudo estava fadado ao fim, à tragédia, mas o final foi feliz, encorajador. Os protagonistas dessas situações aguçaram seus sentidos e se direcionaram para o melhor caminho possível.  

Eleja você também o que lhe é atraente nessa vida.

Quando você está infeliz, trabalha em algo que não te motiva ou não proporciona satisfação, vive em um relacionamento ruim, enfim, esses acontecimentos podem contribuir para a descoberta de novos caminhos. É a vida, e os mistérios que a envolvem, te conferindo a chance de trilhar outras rotas. Nessa hora, não hesite em girar o leme em outra direção. Lembre-se que o efeito que provocamos ao nosso redor é a moeda mais valiosa desse mundo.

Ser e estar o melhor possível, nos projetarmos em nosso melhor estado - eis a maior das nossas responsabilidades.

Por isso, entendo que o propósito maior da vida é sabermos fazer escolhas para retribuir ao mundo a nossa melhor versão. Porque ao final, o que interessa, é a diferença que você fez.

Assim, queridos, as respostas sobre o propósito da vida podem ser inúmeras, mas dentro de uma única verdade: viva plenamente e ofereça o melhor de si.


Publicado em 05/05/2020 Autora: Patricia De Conti - Copyright ©

Conheça o site: Obstetra Curitiba
Site Desenvolvido por Águia Web - Criação de sites
Clique aqui para ter um site com qualidade e resultados!