É importantíssimo nos mantermos informados e termos nossas próprias convicções sobre política, religião, futebol e toda e qualquer ordem de assuntos que entram na seara da polêmica e das divergências coletivas.

Particularmente, acho terrível, em um país democrático, as pessoas entrarem em embates sobre o que deveria ser normal: cada qual com sua opinião e sua crença.... mas, enfim, nem tudo é como gostaríamos que fosse.

Sendo assim, em conversas com amigos e familiares, quando o assunto é divergente e o clima está prestes a subir de temperatura, sugiro algumas saídas estratégicas para mantermos a “boa vizinhança”. Afinal, não é necessário sairmos vencedores, não precisamos dar a última palavra....não é mesmo?!

Faça perguntas! Sim, mude o rumo da prosa com perguntas inusitadas, você irá se surpreender e imediatamente restabelecer aquela atmosfera amistosa:

- qual foi sua melhor compra nos últimos tempos?

- o que tem te feito feliz?

- o que você está lendo?

- o que você imagina fazer no próximo feriado?

- do que você tem se orgulhado ultimamente?

- o que você aprendeu nesse último ano?

Observe que todas essas perguntas exigem um mínimo de reflexão.

Sobre a leitura, por exemplo, além de o seu oponente contar o que está lendo, invariavelmente, tecerá comentários sobre o autor, sobre a narrativa, sobre alguma obra correlata e assim por diante.

Eis um terreno fértil para aprendermos coisas novas e trocarmos ideias. Assim, estabelecemos uma conexão afetuosa com troca e empatia.

Tem coisa melhor?


Publicado em 10/11/2020 Autora: Patricia De Conti - Copyright ©

Conheça o site: Obstetra Curitiba
Site Desenvolvido por Águia Web - Criação de sites
Clique aqui para ter um site com qualidade e resultados!